em queda livre

ADC 07 2

Realmente, cada quimioterapia é diferente, e causa efeitos diferentes. Na primeira vez que fiz quimio, usamos o protocolo ABVD (uma combinação de quatro drogas com nomes difíceis que eu nunca decorei!) e, dentre os outros efeitos colaterais, meu cabelo foi caindo aos pouquinhos (já falei disso aqui), o que me proporcionou lindos meses com cabelo durante o tratamento. Dessa vez, fiz o protocolo ICE (cada vez que eu falo, penso “ice, ice, baby!”), que é beeeeem diferente da ABVD. Essas medicações dão menos náusea, mas dão mais sono e cansaço. E meu cabelo não caiu aos pouquinhos, foi uma queda livre! 

Foi tudo muito rápido! Fiz a primeira aplicação, e exatos 14 dias depois, meu cabelo começou a se atirar! Passava a mão na cabeça, e vinha cabelo, passava de novo, e vinha mais… lençol, banheiro, casacos, toalhas… tinha cabelo por tudo, POR TU-DO!!! Pelo caps lock dá pra ver o quanto isso me irritou, né? Além da sujeira (e o fato de não termos empregada!), o couro cabeludo começou a ficar sensível e doer, e no banho estava gastando mais tempo me desvencilhando do cabelo preso entre os dedos do que me lavando! Enfim, um caos!!!  Aí eu vi que dessa vez não ia dar pra esperar, ia ter que raspar a cabeça logo. Mas não sem antes dar umas risadas!

Britney Spears felizona raspando a própria cabeça! #aloka

Britney Spears felizona raspando a própria cabeça! #aloka

Eu explico: quando vi que não ia poder fugir da situação, resolvi fazer algo que normalmente não teria coragem: decidi experimentar o maior número de cortes possível antes de raspar. Já tinha feito isso na outra vez que perdi o cabelo, mas tinha feito sozinha no banheiro de casa, sem companhia e sem fotos. Dessa vez, criei uma equipe de produção formada por cabeleireira (irmã) e fotógrafo (pai). No começo eles ficaram meio contrariados, queriam que eu só cortasse o cabelo mais curto, sem raspar, porque eu ainda tinha muito cabelo (muito MESMO!). Mas eu estava decidida e, aos poucos fomos cortando. Rolou uns cinco cortes diferentes: assimétrico, tipo o da Victoria Beckham (mais curto atrás), depois todo curtinho com franja, depois com a franja mais curtinha (tipo a da Audrey Hepburn), depois franja curtíssima (tipo índio). Rolou ainda um corte à la Ronaldinho na Copa de 2002 (ou Cascão, como preferirem!) e depois – finalmente, careca!  Ou seja, fui de Victoria Beckham a Ronaldo Fenômeno em menos de duas horas! Que momento!!!

Ninguém deveria ser visto assim, nem o Ronaldo!!!!

Ninguém deveria ser visto assim, nem o Ronaldo!!!!

Obviamente, por motivos de amor próprio, não divulgarei JAMAIS essas fotos!!! Mas posso garantir que foi muito divertido, muito mesmo! Quando vi, toda a equipe estava rindo muito dos penteados, não teve aquela cena Carolina Dickman chorando, sabe? É claro que eu sinto falta do meu cabelo, principalmente quando esfria muito ou eu tenho algum evento pra ir. Mas me despedi bem dele, agradeci toda diversão e momentos lindos que ele me proporcionou e disse “beijos, volta logo!”. E eu já sei que ele volta.

Acho que se você está nessa fase de começo de quimio, vale a pena pensar em fazer algo parecido. Pode ser sozinho, ou chamando alguma pessoa querida para ajudar; fotografando ou não; bebendo vinho, cerveja ou chá! Brincar com o cabelo antes de raspar fez ser menos dramático dar tchau à ele, e ainda me proporcionou ver vários cortes que eu nunca – nunca mesmo – faria. Só aconselho usar uma tesoura sem ponta se for fazer sozinho, pra não brincar de Van Gogh sem querer!!!

– Quer mandar uma dúvida ou sugestão? Escreva para alemdocabelo@gmail.com, vou adorar responder! 

15 Respostas para “em queda livre

  1. Seu blog é o máximo, adorei tudo o que escreve..realmente um blog que nos ajude 😉 e que não seja dramático e sim mostrando que apesar da quimio e do câncer há sempre um lado positivo, e o riso não pode se perder jamais!!! Eu disse “nos ajude” pq tbm tenho linfoma de hodgkin descobri há cerca de 3 meses, e desde que soube sempre levei numa boa, assim como vc. Estou no protocolo ABVD e meu cabelo continua aqui, apesar de ter afinado bastante não é o caso de raspar..já cortei um pouco, e estou tomando coragem para assim como vc testar novos cortes! beijo querida, sucesso!

    • Oi, Isabelle!

      Muito legal receber o seu recado!!! Eu fiz ABVD em 2011, o protocolo é bem mais tranquilo do que a gente espera, né? Eu também mantive meu cabelo por uns bons meses!!! Raspei porque estava doendo e falhado, mas demorou umas 4 ou 5 quimios! Se você tiver alguma dica, sugestão ou pergunta, fique à vontade pra me enviar por e mail!!!!

      Um beijoo!!!!

      Flavia

  2. Adorei a ideia dos cortes de cabelo!! Não dá nem pra colocar a sua foto à la Victoria??? ;]
    Seu blog é tudo! Reflexo da pessoa que você é! Muitas bençãos, muita alegria, toda a felicidade do mundo pra você!

  3. Te achei linda com todos os cortes de cabelo, nem vem… deveria publicar as fotos! Coisa mais linda de ver essa tua coragem e positividade… Isso faz toda a diferença pro tratamento e pra tua vida! 🙂 Beijobeijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s